Como o marketing Digital pode salvar sua campanha

Sem título-11A reforma eleitoral alterou significativamente a maneira de se fazer campanha no Brasil. Se antes uma das críticas mais contundentes era em relação ao financiamento empresarial de campanha, agora, com as mudanças, a tendência é que a disputa fique mais democrática e premie as melhores ideias em detrimento dos maiores recursos.

Entretanto, essa mudança gerou uma necessidade de adaptação por parte dos políticos, já acostumados às antigas regras do jogo. Sendo assim, uma alternativa interessante para divulgar o nome de um candidato é trabalhar com estratégias de marketing de conteúdo.

Por que o marketing de conteúdo?

A viabilidade de se fazer uma campanha política utilizando o marketing de conteúdo é algo que tem movido investidores dos mais diferentes tipos. Por se tratar de um recurso destinado exclusivamente ao ambiente digital, ele atende plenamente à demanda por ferramentas que ofereçam possibilidades de lucros em redes sociais, blogs e sites de pesquisa como o Google.

Além disso, esse tipo de mecanismo também oferece um diferencial econômico: as campanhas eleitorais costumam exigir um investimento muito inferior em relação às formas de mídia tradicionais, além de permitir controle praticamente em tempo real sobre seus resultados.

Assim, as diferentes opções de divulgação que passam por redes sociais como Facebook, Twitter, LinkedIn, blogs, sites, ferramentas de busca, e-mail marketing, entre outros, estão sendo vistas cada vez mais como ferramentas imprescindíveis para o sucesso de uma divulgação.

Marketing de conteúdo na política? Sim!

Assim, atendendo à demanda de investidores em ambiente on-line e oferecendo excelentes possibilidades de lucro a partir de investimentos controlados, o marketing de conteúdo aparece como uma opção válida também para campanhas políticas de candidatos que procuram por novas alternativas.

A imagem do político pode ser construída e gerenciada no mundo virtual a partir de uma estratégia bem elaborada de marketing de conteúdo. É possível desenvolver uma eficiente estratégia de marketing alinhada aos anseios do público a partir de investimentos relativamente baixos.

Isso, em um momento em que as regras da disputa eleitoral estão sendo alteradas, pode ser o diferencial para o êxito de uma campanha.

Reforma eleitoral: uma oportunidade para desenvolver campanhas criativas em ambiente digital

Ainda que sua campanha não possa contar com recursos empresariais de financiamento, é preciso lembrar que as novas tecnologias estão evoluindo cada dia mais para oferecer recursos altamente qualificados para quem quer divulgar uma marca ou até mesmo uma pessoa, através da candidatura.

Assim, o marketing on-line pode ser visto como opção viável para potencializar a campanha, dando visibilidade ao candidato em ambiente on-line.

Sendo assim, não deixe que seus adversários assumam a frente aproveitando os benefícios desse recurso antes de você. Baseie-se em casos de sucesso como o de Barack Obama e garanta maior projeção junto a seu público-alvo, ou seja, o eleitor.

Você concorda com a importância do marketing digital nas campanhas? Deixe aqui seu comentário!

Consultor especializado em marketing digital

Junior Vilela

Formado em administração de empresas com habilitação em marketing com especialização em marketing digital, palestrante, empresário, blogueiro, Superintendente de Mídia de marketing e escritor.

Website: http://www.juniorvilela.com.br